Dicas para um planejamento de transição de carreira

É muito comum que as pessoas acreditem que a transição de carreira é apenas para aqueles que estão infelizes com o seu trabalho. No entanto, isso não é verdade. A transição de carreira é uma excelente opção tanto para aqueles que estão insatisfeitos com o trabalho atual, mas também para aqueles que desejam vivenciar novos desafios.

O trabalho é onde passamos a maior parte do nosso tempo.  O local onde você desenvolve o maior número de horas de seus relacionamentos e onde investe a maior parte da sua energia. O que você faz todos os dias, o transforma em quem você é, e será nos próximos anos.

Fazer o que você não gosta na maior parte do tempo da sua vida atual interfere sim na sua saúde e nos seus relacionamentos familiares, amorosos e com seus amigos. Interfere no seu bem-estar, no seu equilíbrio físico e mental e na sua disposição e energia com todas as áreas da sua vida.

Se tornar um profissional respeitado demanda tempo e muito investimento, diante disso, muitas pessoas colocam obstáculos na hora de mudar de área. Mas você sabia que pode aproveitar seus talentos quando ingressar em uma nova carreira?

Por mais que você pense que para mudar precisa fazer alguma coisa totalmente diferente, e pode ser que isso seja verdade, você não precisa e não deve abandonar seus talentos e habilidades. São esses talentos e habilidades que formam a pessoa que você é. Então, muito embora você esteja considerando começar uma nova carreira, pergunte a si mesmo quais são os talentos e habilidades que você já tem. Relembre trabalhos passados (até mesmo esse aí que você detesta!), paixões etc. Pergunte, também qual é a oportunidade específica do mercado de trabalho que você pode perseguir nesse momento com esses talentos e habilidades.

Faça um planejamento de transição de área: o planejamento é o principal para qualquer mudança que desejamos em nossas vidas. Não tome nenhuma atitude sem antes planejar toda a sua transição de carreira. Defina seu objetivo principal e, com base nisto, fragmente seu plano em ações menores e estabeleça prazos e metas para cada uma destas ações.

Sua transição de carreira envolve uma nova graduação? O aprendizado de uma nova língua? Um curso profissionalizante? Um certificado específico emitido por algum órgão regulamentador? Quanto tempo você levará para concluir cada etapa?

Faça um cronograma para que você possa acompanhar o desenvolvimento de cada etapa e avaliar o quão próximo você está de atingir seu objetivo principal.

 

Conte com uma empresa especializada de RH para te ajudar a encontrar a melhor oportunidade. A Avanti possui inúmeras vagas para diversos profissionais! Você pode consultar por meio do nosso site e ficar muito bem informado com o nosso blog. Com esse trâmite, entre nossa gestão de Recursos Humanos e empresas de diversos setores, unimos profissionais qualificados e ideais a empresas sérias e comprometidas. Quem sabe você não é o candidato perfeito que buscamos para uma vaga? Entre em contato com a gente!

4 dicas sobre liderança de equipes

Um dos maiores desafios das empresas é encontrar profissionais com a capacidade de liderança bem desenvolvida. Por isso, entender como liderar uma equipe pode ser um diferencial no mercado de trabalho.

Isso porque ser líder vai além do cargo ocupado: diz sobre saber solucionar problemas, intermediar conflitos, ter equilíbrio emocional e ser um facilitador das ações do setor. Pensando em ajudar você e a sua empresa a formar lideranças estratégicas, trouxemos 4 dicas! Continue a leitura para conferir.

Mas afinal o que é liderança?

O líder é aquele que norteia o grupo, garantindo sua motivação e segurança para tomar decisões. Nesse sentindo, a liderança pode ser entendida como a habilidade de abrir caminhos, ser exemplo, motivar e incentivar o desenvolvimento e a autonomia.

Contar com líderes estratégicos traz diversos benefícios para uma empresa. Essas mudanças são percebidas desde a agilidade na tomada de decisões até a manutenção da cultura corporativa. Tudo isso reflete em:

  • Decisões mais ágeis e assertivas;
  • Valorização da cultura organizacional;
  • Bom clima entre os colaboradores;
  • Redução do turnover;
  • Maior motivação, satisfação e engajamento;
  • Melhores ações de desenvolvimento;
  • Mais inovação e criatividade.

Como liderar bem uma equipe na sua empresa?

1- Seja flexível e empático

Uma das principais características de uma boa liderança é saber praticar a escuta ativa e buscar entender as percepções da equipe. Nesse cenário, o ‘saber ouvir’ envolve tanto a troca de feedbacks sobre a empresa e o setor, quanto a preocupação com o bem-estar, felicidade e saúde dos membros da equipe.

2- Pratique a comunicação sincera e motivadora

Para garantir boas relações de trabalho, é essencial que a comunicação seja aberta, objetiva e sincera. Afinal, os colaboradores precisam entender o momento da empresa e o que a liderança espera de suas entregas e desenvolvimento.

Quando líderes se comunicam de forma eficiente, a equipe se sente apta a expressar suas opiniões e sugerir ações inovadoras para o negócio, se mantendo engajada e curiosa.

 3- Seja exemplo

A figura da liderança guia e inspira os comportamentos, ações e entregas da equipe, bem como a formação profissional dos colaboradores. Por isso, para liderar bem uma equipe é fundamental ser um exemplo, e acompanhar de perto a rotina do time.

Para isso, é preciso demonstrar confiança no potencial da equipe e segurança na tomada de decisões, mas também vulnerabilidade em relação aos limites e flexibilidade para mudanças.

4- Valorize a sua equipe

Uma das grandes habilidades dos bons líderes é a de saber identificar e valorizar os principais talentos e habilidades de cada membro da equipe. Isso faz com que saibam delegar tarefas com mais efetividade e promover ações de desenvolvimento mais assertivas.

 

Dicas anotadas? Continue acompanhando o nosso blog. A Avanti sempre traz conteúdos relevantes para o mundo corporativo. Queremos inspirar todos os empreendedores a alcançarem os seus objetivos de maneira estratégica e prática.

Sua empresa tem muita rotatividade de funcionários?

Confira 04 dicas para evitar o rodízio de colaboradores em seu empreendimento.

Diversos empreendedores reclamam diariamente sobre a alta rotatividade de colaboradores nas empresas. Quando o fluxo de entrada e de saída é muito intenso, a empresa tem muitos gastos como recrutamento e seleção, capacitação profissional, baixa produtividade, dentre outros.

São inúmeras questões que podem gerar essa rotatividade. O rodízio de funcionários é um sintoma de que pode haver algo de errado no dia a dia de uma empresa, como um clima organizacional ruim, baixos salários, condições de trabalho inadequadas, autoritarismo etc.

Para evitar essa realidade, confira quatro dicas exclusivas que nós da Avanti RH trouxemos para te auxiliar a diminuir a rotatividade de funcionários.

 

1- Conheça os motivos do problema

Antes de pensar propriamente em soluções para reduzir a troca de colaboradores na empresa, é indispensável que o gestor avalie as causas desse problema. Uma alternativa de diagnóstico é a realização de entrevistas com os funcionários que são desligados, sejam por demissão ou por iniciativa própria.

Ouvir os motivos dos trabalhadores e ter dados estatísticos sobre as razões de cada desligamento pode ser um caminho para a empresa tomar iniciativas que visem a reduzir a rotatividade de funcionários.

2- Equipe valorizada é equipe motivada

Nem sempre o empregador pode simplesmente aumentar o salário do colaborador, devido ao efeito cascata, como por exemplo, o aumento do pagamento de tributos, que eleva os gastos da empresa. Porém, uma alternativa para melhorar a percepção da equipe em relação à empresa é o oferecimento de cartões de benefícios, como alimentação, refeição, cultura, presente etc.

Ao conceder esse tipo de vantagem para o trabalhador, o negócio demonstra que se preocupa com o bem-estar da equipe. Sem contar que os benefícios se convertem em melhoria da qualidade de vida do colaborador e, consequentemente, geram impactos positivos na produtividade da organização. Afinal, uma pessoa disposta e motivada tende a render mais que alguém insatisfeito.

3- Melhore o ambiente da empresa para reduzir rotatividade de funcionários

Locais desorganizados, sem sinalização, pouco iluminados ou barulhentos realmente são difíceis para um trabalhador atuar, concorda? Além disso, a falta de instalações adequadas, como banheiro, estacionamento e área de lazer, ou a precariedade de equipamentos também prejudicam o rendimento do colaborador.

Por isso, investir nos espaços da empresa, de modo a promover o bem-estar e a saúde do trabalhador, pode ser uma maneira eficaz de se reduzir a rotatividade de funcionários. Às vezes uma pequena mudança, como a colocação de um banco no balcão de atendimento, para que o colaborador não trabalhe em pé, já pode dar resultados positivos.

4- Invista em seleção especializada e proporcione treinamento

Em alguns casos, a alta rotatividade de funcionários tem como uma das causas um processo de recrutamento e seleção inadequado. Se a empresa não tem a definição correta do cargo nem o perfil que espera do candidato à vaga, pode fazer escolhas erradas. A Avanti RH é especialista neste assunto, contar com uma empresa para realizar esse recrutamento é uma excelente forma de ser assertivo nas contratações.

Além disso, oferecer treinamento de qualidade, com acompanhamento do colaborador ao longo da experiência, pode ser uma maneira de reduzir o turnover. Se o trabalhador entende a tarefa que deve realizar, bem como o modo correto de executar a ação, diminuem-se os erros e, consequentemente, o profissional tende a trabalhar mais disposto.

 

Continue acompanhando o nosso blog. A Avanti sempre traz conteúdos relevantes para o mundo corporativo. Nossa missão é inspirar todos os empreendedores a alcançarem os seus objetivos de maneira estratégica e prática.