Você sabe o que é salário emocional?

O dinheiro não é a nossa única fonte de incentivo. Acompanhe exemplos de benefícios ligados ao salário de motivação emocional.

Uma coisa que talvez você não saiba sobre o mundo corporativo: o seu salário vai muito além da quantidade de dinheiro que entra na sua conta no final do mês.

Salários generosos sempre foram o principal meio utilizado pelas companhias para atrair e manter profissionais gabaritados. Quando a remuneração deixou de ser o único item avaliado pelas pessoas, as organizações passaram a oferecer uma série de benefícios adicionais, como auxílio em despesas médicas, creche para os filhos dos funcionários e subsídios em cursos de capacitação e qualificação, para citar os exemplos mais comuns. Hoje, no entanto, quem está no mercado quer mais do que simplesmente ganhar mais. É por isso que os gestores estão cada vez mais atentos ao chamado “salário emocional“.

Ao contrário de um salário comum, o salário emocional não é representado por uma cifra e nem está registrado em carteira. Trata-se, na verdade, de um conjunto de fatores emocionais e motivacionais que fazem com que as pessoas queiram permanecer em uma empresa. Por ser algo subjetivo, que varia de acordo com cada ambiente ou tipo de profissional, sua composição acaba sendo diferenciada.

A qualidade de vida no trabalho, um bom plano de carreira, um ambiente de trabalho amistoso, a comunicação interna adequada, tudo isso faz parte do seu salário emocional e atrai profissionais qualificados para a empresa.

Quanto maior o salário emocional recebido, mais alto o grau de satisfação do colaborador. E, como era de se imaginar, pessoas satisfeitas conseguem trabalhar com mais amor e oferecer melhores resultados.

A Avanti RH selecionou alguns exemplos de salário emocional que irão ajudar a entender na prática como essa estratégia funciona e como traz benefícios para a sua empresa.

 

Espaços de Lazer

Muitas empresas já entenderam a importância de programas de lazer que contribuam para a qualidade de vida de seus funcionários. Se a sua empresa oferece espaços de relaxamento, academia e atividades esportivas, essa é uma forma de salário emocional.

Planos de carreira

Todos nós temos como meta ocupar melhores posições na empresa, ter flexibilidade de horário, dar continuidade aos estudos e, principalmente, ter tempo para dedicar à família. Esses são pontos positivos nas empresas modernas e conectadas com as necessidades de seus colaboradores. Um bem que não é medido financeiramente.

Aprendizado

Ter a oportunidade de adquirir novos conhecimentos em eventos internos como cursos, palestras e workshops é um capital emocional importante.

 

Viu só como oferecer um salário emocional para os seus funcionários é a garantia de ter uma equipe motivada e que realmente “veste a camisa” da empresa? Invista nessa modalidade, com certeza você terá colaboradores motivados e produtivos.

Continue acompanhando o nosso blog. Por aqui, você sempre fica bem informado sobre o mundo corporativo, com dicas valiosas para o sucesso da sua empresa.